sábado, 29 de junho de 2013

SÃO JOSÉ É ACRESCENTADO AO MISSAL ROMANO: ATENTOS AOS SINAIS DOS TEMPOS!



No ultimo dia 19, foi divulgado pela Santa Sé, a respeito do acréscimo da invocação de São José benditíssimo esposo de Maria nas orações eucarísticas feita pelo sumo pontífice Francisco. Segundo noticiou vários sites católicos e outros veículos de comunicação, dentre eles o que sempre recomendo a leitura Zenit, vejamos o seu breve texto tal qual consta veiculado no referido site:

“A Congregação para o Culto Divino decretou que o nome de São José passa a ser acrescentado em diversas orações eucarísticas do missal romano. No comunicado, publicado hoje pelo Vaticano, o prefeito da congregação, o cardeal espanhol Antonio Cañizares, afirma que a decisão se baseia nas faculdades recebidas do papa Francisco.
O decreto diz que “o nome de São José, Esposo da Bem-Aventurada Virgem Maria, será adicionado de agora em adiante às Orações Eucarísticas II, III e IV da terceira edição típica do Missal Romano, sendo colocado após o nome da Bem-Aventurada Virgem Maria, tal como segue: na Oração Eucarística II: «ut cum beáta Dei Genetríce Vírgine Maria, beáto Ioseph, eius Sponso, cum beátis Apóstolis»; na Oração Eucarística III: «cum beatíssima Vírgine, Dei Genetríce, Maria, cum beáto Ioseph, eius Sponso, cum beátis Apóstolis»; na Oração Eucarística IV: «cum beáta Vírgine, Dei Genetríce, Maria, cum beáto Ioseph, eius Sponso, cum Apóstolis».
A congregação deverá providenciar as traduções do latim para as línguas ocidentais de maior difusão. A redação em outras línguas deverá ser preparada pela respectiva conferência episcopal e confirmada pelo dicastério do Culto Divino.”

Ao que me parece a noticia agradou a todos ou talvez a grande maioria, pois não consta nenhuma nota de repúdio ou coisa parecida nos sites e blogs de linha mais tradicionais que costumo consultar para colher opiniões diferentes. Não obstante, acredito que esteja sendo o primeiro blogueiro a escrever sobre sobre os sinais que esse decreto possa identificar.

São José é invocado como “o terror dos demônios”, “guardião dos tesouros Inefáveis da Igreja”, “patrono e guardião da castidade e da pureza”. São José como peregrino nessa terra e protetor da sagrada família e do menino Jesus nos conduz por sua intercessão nas veredas dessa vida rumo à pátria definitiva. Se analisarmos o contexto difícil de laicização e relativismo qual enfrenta a Igreja nos tempos modernos, veremos que a divina providencia tratou de inspirar nosso papa à conduzir as ovelhas à recorrer, sobretudo em torno do altar da eucaristia, ao santo “forte e guerreiro” contra os “demônios” que ganham corpo e precisa ser dilacerado, pelo bem e a salvação das almas.

Valei -nos São José!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...