quinta-feira, 1 de novembro de 2012

DIA DE TODOS OS SANTOS: A FESTA DA IGREJA MILITANTE, PADECENTE E TRIUNFANTE

A festa de todos os santos foi instituída devido ao ano ter apenas 365 dias e não ser suficiente para celebrar a festa dos milhares de milhares de santos canonizados pela Igreja. Foi pensado em um dia pra se celebrar todos os santos, para que nenhum destes ilustres seguidores de Cristo deixassem de ser lembrados tendo assim um dia especial de sua interceção.
Uma boa dica que dou para hoje é você pesquisar a história e o testemunho de um santo desconhecido por você e/ou pela maioria. Há uma imensidão de testemunhos guardados, de santos desconhecidos pela maioria. Testemunhos esses, muitas vezes desprestigiado por seja lá qual for o motivo. Esses quase anonimos que guardam riquezas imensas que valem ser apreciadas seguidas. Atente para verificar a autenticidade do santo, resguardando pesquisas em livros católicos, se possível que tenha o "imprimatur, ou em sites de origem confiável, para não cair no erro de devotar um santo que não foi canonizado ou ler estórias exotéricas e irreais de santoscatólicos. 
A Igreja Católica define o Dia de Todos os Santos, 01 de novembro, como uma festa em “honra a todos os santos, conhecidos e desconhecidos”. Através da comemoração do Dia de Todos os Santos a Igreja Católica busca aproximar os seus fiéis a Deus. Dessa forma, a Igreja procura mostrar às pessoas através do exemplo, que todos têm potenciais para tornarem-se santos.
É costume homenagear os santos no dia do aniversário de suas mortes. Porém, o número de santos canonizados é muito superior ao número de dias do ano, sendo assim, poucos deles são oficialmente homenageados no dia de sua morte. Para resolver esse problema, o Papa Bonifácio IV, criou o Dia de Todos os Santos, com o intuito de homenagear todos os santos em um único dia.
Isso aconteceu no século VII e naquela época o Dia de Todos os Santos era comemorado no dia 13 de maio. No século seguinte (em 835), o Papa Gregório III, mudou a data que passou a ser celebrada no dia 1º de novembro. Dizem os historiadores que o principal objetivo da mudança da data foi para que ela passasse a coincidir com o Samhain – Ano-Novo para os Bruxos (comemoração que deu origem ao Halloween), buscando dessa forma, atrair os pagãos para a celebração católica .
No Brasil, assim como em toda a América Latina, o Dia de Todos os Santos não é considerado feriado nacional. Muitas pessoas, porém, vão à Igreja assistir a missas especiais em celebração aos santos. Outras ainda procuram ir aos cemitérios para limpar as sepulturas, levando flores, e deixando-as prontas para o dia seguinte, 02 de novembro, quando é celebrado o Dia de Finados. Os mexicanos celebram a data dessa mesma maneira, a diferença porém, é que os mexicanos chamam a data de Dia dos Santos Inocentes.
Em Portugal, no Dia de Todos os Santos as crianças saem juntas à rua para pedir o “pão-por-deus” de porta em porta, recitando versos e recendo em troca, pão, broas, bolos, romãs, frutas secas, nozes, amêndoas,ou castanhas que colocam dentro dos seus sacos de pano. É também costume em algumas regiões, os padrinhos oferecerem um bolo, o Santoro. Em determinadas povoações a data também é conhecida como "Dia dos Bolinhos.

Fonte: Comissão pastoral para animação Bíblico-catequética
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...