quinta-feira, 26 de novembro de 2009

O caso da Minissáia rosa


Nos tempos atuais realidade tornou-se o show,(Reality Show) e passou a ser parte fundamental da programação televisiva e da grande rede e não são poucos os programas e apresentadores que integram como parte de seu enredo os vídeos da semana e o que "correu pela rede" no decorrer da mesma, dessa forma tambem não são poucos os casos de pessoas que querem seus "quinse minutos" de fama a qualquer custo.
Nesse universo, o surgimento de vídeos, fotos e atitudes polêmicas têm sido cada vez mais divulgados e ganhado dimensão nacional.
É o que constatamos no caso da minissaia rosa versos UNIBAN. Claro que nada pode justificar a violência e o desrespeito à liberdade do indivíduo. A atitude violenta daqueles alunos foi lamentável, para não dizer monstruosa, porem o que chamo a reflexão é para outro fator, mesmo porque desse fato em si, muitos já filosofaram. A mídia tem se apropriado do fato, mais para fazer anarquia do que para realmente contribuir. A personagem, martirizada ganhou voz nos maiores noticiários do Brasil, inclusive programas de humor e seu discurso se resumia a: “Eu uso e faço o que eu quiser, ninguem paga minhas contas”. Será que podemos verdadeiramente fazer o que quisermos, sem arcar com as responsabilidades só porque ninguem paga as nossas contas? Será que outros acontecimentos dentro da universidade que trouceram beneficios não mereceram tambem destaques? Ou será que a UNIBAN é só a "universidade quadrada e ultrapassada", que nunca fez nada proveitoso alem de banir "a pobrezinha indefeza e ingênua garotinha"? Quisera que professores pudessem ter o mesmo acesso a um microfone e a grande midia para chamar a população à reflexão sobre futuro do Brasil. Quisera que os alunos dessa instituição, ou de qualquer outra do Brasil, recém formados pudessem ir aos programas televisivos falar do que aprendeu ao longo de sua formação.
Claro que isso é pura utopia, não dá ibope e nunca vai agussar o interesse dos patrocinadores. Enquanto isso, sempre haverá espaço, para outras minissáias recheadas de filosofias de quinta categoria, que receberão como recompensa as capas de revistas masculinas, e o direito de "ir e vir" e até de falar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...