domingo, 25 de janeiro de 2009

Hoje tive uma experiência fantástica, que por falta de tempo serei breve em relatar, e então faltarão versos e poesias em minhas palavras, serei direto, breve e objetivo. Fomos com alguns amigos entregar cestas básicas a umas famílias carentes de um bairro próximo. Deparei-me com a pobreza ao extremo, lembrei-me que há algum tempo atrás briguei muito com meus líderes para que me enviassem para a áfrica ou outro país qualquer em missão, tinha sede em ajudar o próximo, porem fui impedindo, por burocracias que fazem parte do processo. Sem saber que a África estava ao meu lado e eu não pude enxergar... Que bom que as escamas caíram. A pobreza não tem identidade, nem muito menos um itinerário fixo, ela está por toda parte, nunca nos faltará a quem sermos solidarios
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...